voltar para o site

img_7175

O desenvolvimento da tecnologia e a vida cada vez mais agitada das pessoas afetou o modo como educamos nossos filhos. É cada vez mais comum nos depararmos com crianças que passam o dia brincando com jogos eletrônicos em tablets ou smartphones. Muitas vezes, é a saída que os pais acham para distrair e acalmar seus filhos. Porém, é essencial que as crianças sejam ativas e realizem atividades físicas para que desenvolvam todas suas habilidades motoras, cognitivas e sociais que serão de extrema importância ao longo de toda a vida.

Nos primeiros anos de vida – de zero a seis anos – é especialmente importante que os pais estimulem seus filhos a realizarem atividades que trabalhem a coordenação motora. Diferentemente do que muitas pessoas pensam, tarefas como andar, correr e segurar objetos devem ser ensinadas às crianças e estimuladas a serem realizadas. Afinal, é a coordenação motora que nos permite ficar de pé, nos equilibrar e segurar objetos, por exemplo. No caso das crianças, é brincando que elas vão explorar o mundo ao seu redor e conhecer mais sobre si mesmo, seu corpo e suas limitações, desenvolvendo as primeiras noções de força, tamanho, distância, velocidade, altura, etc.

Podemos dividir a motricidade (coordenação motora) em dois tipos. A primeira é a chamada coordenação motora ampla ou grossa, que inclui movimentos como engatinhar, pular e andar. Para desenvolvê-la, o ideal é realizar atividades recreativas simples, como correr, pular, empurrar, rastejar e qualquer outra atividade em ambientes abertos que proporcione às crianças liberdade de movimentos. Brincadeiras com bolas, bambolês e outros objetos que estimulem a movimentação são boas sugestões de práticas para o desenvolvimento das coordenação ampla. O ideal é que essas atividades sejam realizadas até os dois anos de idade.

Em seguida, vem a coordenação motora fina, que envolve, principalmente, o controle das mãos e dos dedos, com o desenvolvimento de noções como força, precisão e velocidade. É necessário ficar atento e desenvolver atividades que avancem em dificuldade e complexidade, de acordo com o progresso e a idade de cada criança.

O ideal é que os exercícios para o desenvolvimento da coordenação fina não contem com nenhuma ajuda à criança. No começo, até mesmo passar cola em um pedaço papel pode ser um desafio, por isso é importante que ela trabalhe esses movimentos, que serão essenciais nos anos seguintes, principalmente quando ela começar a escrever. Essas habilidades podem ser estimuladas através de atividades como colagens, pinturas, contornos e desenhos.

São muitas as atividades que pais e professores podem realizar para trabalhar e desenvolver a motricidade das crianças. Geralmente, são exercícios e brincadeiras de baixo custo e fáceis de fazer, podendo ser feitas na sala de aula, no recreio e até mesmo em casa.

A seguir, confira abaixo 5 dicas de atividades para trabalhar a coordenação motora dos pequenos.

1. Brincadeiras com Obstáculos

Esse tipo de atividade é voltado ao desenvolvimento da coordenação motora ampla. Em uma área aberta, como pátio da escola ou o jardim de casa, coloque objetos que sirvam como obstáculos no caminho das crianças, fazendo com que elas tenham que desviar, pulá-los ou empurrá-los. Caixas de papelão ou um simples bambolê no chão já servem para fazer brincadeiras com os pequenos. A atividade pode ir se tornando mais complexa de acordo com a idade e progresso da criança.

2. Quebra-Cabeça

Além de estimular a cooperação, a comunicação e o pensamento, a montagem de um quebra-cabeças ajuda a desenvolver a coordenação motora fina das crianças. Essa atividade demanda firmeza nas mãos e estimula a coordenação entre olhos e mãos para encontrar o encaixe certo de cada peça. Escolha um quebra-cabeça de acordo com a idade da criança. Depois, é possível ir avançando na complexidade, com peças cada vez mais numerosas e menores, trabalhando ainda mais as habilidades exigidas.

3. Pinçar

Uma atividade muito simples, barata e fácil de fazer. Brincar de pinçar objetos é uma das formas de desenvolver a coordenação fina. Com uma pinça de brinquedo, peça para as crianças pegarem diferentes objetos que estarão espalhados pelo chão ou em uma mesa e os coloque dentro de um recipiente. Aqui, você pode usar feijão, milho e diversos outros objetos mais difíceis de pinçar. Com essa atividade, serão trabalhadas as capacidades de abrir e fechar e também noções de pressão e força.

4. Colagens e Recortes

Atividades envolvendo recortes e colagens são simples de fazer e ótimas para reutilizar materiais, além, é claro, de desenvolver a coordenação motora fina das crianças. Você pode realizar esses exercícios com diferentes objetos, de diferentes cores e texturas, buscando estimular ao máximo o sentido dos pequenos. Aqui, a criatividade e a imaginação falam mais alto. Você pode imprimir formas e desenhos ou desenhá-los por conta própria. você ainda pode pedir que as próprias crianças criem livremente alguma figura. Em seguida, eles realizam os recortes e as colagens em cima dos desenhos. Nesta brincadeira, podem ser utilizados os mais diversos materiais, como barbante, lã, palitos, alimentos e qualquer outro objeto que seja seguro para os pequenos.

Para as crianças maiores e já alfabetizadas, forneça jornais e revistas e peça que elas cortem letras e palavras e as colem de modo a formar frases e palavras. O ato de aprender como segurar uma tesoura corretamente e como usá-la é um bom exercício para desenvolver a coordenação, com noções de força e tamanho.

5. Blocos de Construção

Assim com o quebra-cabeça, jogos e brinquedos que envolvem a montagem de blocos de construção, como os tijolinhos de brinquedo, estimulam a criatividade, a cooperação e a coordenação das crianças. Ao realizar a montagem, elas vão trabalhar noções como equilíbrio e peso, por exemplo. Além disso, busque utilizar peças de diversas cores e tamanhos, favorecendo também o estímulo das capacidades cognitivas e sensoriais das crianças.

Desde muito cedo, é importante que pais e educadores estimulem seus filhos e alunos a seres ativos, brincando e realizando atividades que colaborem para o desenvolvimento de habilidades importantes para o futuro, como as capacidades motora, afetiva, cognitiva e social. Estimular brincadeiras que trabalhem a coordenação é um dos aspectos mais importantes nos primeiros anos de vida. É através dela que a criança vai poder andar, manusear objetos, escrever e outra tarefas importantes que ela levará para toda a vida.

A Pimpão tem um catálogo completo de produtos infantis e materiais pedagógicos que podem auxiliar você a realizar brincadeiras e atividades com seus filhos e alunos. Acesse o nosso site, confira nossas promoções e realize um orçamento!

Compartilhe
6 comentários

    Comentários

  1. Ana de Fátima Farias Silva
    21 de fevereiro de 2018 às 19:01

    Amei a postagem!Encantada com todas as sugestões! Vou fazê-las na minha turminha da Educação Infantil! #AmoMuitoTudoIsso#

  2. iris Maria dos Santos Belini
    19 de março de 2018 às 18:11

    Gostei muito das instruções

  3. RITA MARIA BERZERRA
    1 de junho de 2018 às 07:55

    Gostei muito da postagem.

  4. Debora
    11 de junho de 2018 às 07:53

    Adoro as atividades

  5. Ana Carolina
    19 de novembro de 2018 às 17:57

    Meu filho tem 5 anos e não sabe pegar nem no lápis como posso ajudá-lo

  6. Rosa Irene
    18 de maio de 2019 às 22:04

    Amei a matéria vou fazer na minha turma do 2 ano

Deixe seu comentário


Do NOT follow this link or you will be banned from the site!